PlasmaMade KeukenKrant

Recirculação baseada em tecnologia de plasma

PlasmaMade

O filtro de ar PlasmaMade é um filtro de recirculação de autolimpeza. Contém quatro tipos de filtros num único dispositivo: um filtro de plasma, um filtro de fibra de vidro, um filtro electroestático e, finalmente, um filtro de carbono. Foi especificamente desenvolvido para ser usado em exaustores e não apenas remove os típicos odores da cozinha como também, entre outros, pólen e bactérias.
O inventor Holandês Martin van der Sluis tem bastante orgulho no seu produto. Atualmente, o filtro de ar PlasmaMade é vendido mundialmente e, agora, também tem a certificação TÜV.

Van der Sluis é um conhecido do sector, não só por ser um especialista em cozinha, mas também como promotor da PittCooking (fogões integrados na bancada). Num certo momento, descobriu-se que o seu filho estava a sofrer com alergias, por isso, ele o seu irmão decidiram desenvolver e criar ‘algo’ que melhorasse a qualidade de ar em casa. “trabalhámos cerca de cinco anos na nossa invenção”, diz Van der Sluis. “E o resultado foi o filtro PlasmaMade, um filtro tão pequeno quanto uma caixa de biscoitos, e que pode ser facilmente instalado na maioria dos exaustores existentes e novos. O dispositivo elimina rapidamente todas as impurezas e contaminantes no ar: odores de cozinha, pó, pólen, bactérias, cheiros, fumo de cigarro vírus, fungos… não importa!”

Operação
Quando um exaustor com um filtro integrado PlasmaMade é ativado, o filtro de gordura do exaustor em si irá primeiro filtrar as gorduras e outras impurezas grosseiras. O ar, então, é ventilado para o filtro de ar PlasmaMade. O fluxo de ar é detetado por um sensor, que então, liga ou desliga o filtro PlasmaMade. Dependendo do fluxo de ar e quantidade de ar contaminado, é injetada uma certa quantidade de plasma de ionização (O3). O plasma ionizado (O3) remove as moléculas de O2 do ar contaminando, limpando o ar. Apenas irá subsistir CO2 e vapor de água (H). Durante este processo, o filtro de fibra de vidro é ativado pelo filtro electroestático. Através deste processo colaborativo, todas as partículas de pó libertadas são então eliminadas pelo plasma ionizado. Finalmente, o filtro de carbono purifica o ar uma vez mais.

Modelo simples
O filtro de ar PlasmaMade original é circular e pensado para ser integrado em exaustores convencionais. No entanto, os exaustos de corrente de ar descendente continuam a ganhar terreno, e essa tendência também foi notada por Van der Sluis. Há algumas semanas atrás, foi lançado um modelo adicional, uma versão simples que é especialmente pensada para sistemas de ventilação de ar descendente, e assim, por exemplo, pode ser colocado atrás do rodapé. Van der Sluis: “Esta versão simples do filtro de ar PlasmaMade só se distingue pela sua forma. Ainda funciona da mesma forma que o modelo circular original e oferece os mesmos benefícios.

Distribuição
Van der Sluis gosta de simplicidade e transparência, algo que começa com o filtro em si. “Qualquer pessoa pode instalar o dispositivo”, diz ele. “É verdadeiramente um sistema de ‘Plug-and-play’”.
A mesma simplicidade e transparência também estão refletidos no modelo de distribuição que é usado pelo fabricante: “Estamos a trabalhar exclusivamente com importadores, por isso, não vendemos diretamente aos fornecedores nem aos consumidores. Concordamos condições claras com os nossos importadores. Eles todos compram o nosso filtro ao mesmo preço e a margem para o negociante é fixa, para que o preço ao consumidor seja mais ou menos o mesmo a nível mundial”.

Futuro
Van der Sluis ainda não acabou com as suas invenções. “Ainda vemos muitas oportunidades para o nosso filtro de ar PlasmaMade. Considere o exemplo de usar o dispositivo em escritórios, no sector de alojamento, escolas, laboratórios… Existem tantos locais onde o ar limpo é de extrema importância!”

Aqueles que querem conhecer melhor a empresa e o filtro PlasmaMade devem participar em uma das muitas feiras de comércio nas quais a empresa está presente. Estas são, por exemplo, a Area30 em Löhne (Setembro) e a LivingKitchen em Colónia (Janeiro). Ver o sítio pode valer a pena no entretanto. Aqui, o princípio de operaçãoo do filtro é explicada em detalhe numa ampla gama de diferentes línguas.
www.plasmamade.com

O filtro PlasmaMade não só elimina os odores de cozinha típicos, como também retira o fumo, pólen, bactérias, todos os tipos de cheiros, vírus, fungos, etc.

Martin van der Sluis: “O consumidor poupa dinheiro com um exaustor de recirculação porque o ar aquecido não é removido para o exterior, e com o nosso filtro PlamaMade, também se limpa o ar interno ainda por cima!”

O filtro PlasmaMade é muito compacto. Pode ser integrado na maioria dos exaustores novos e existentes. “É brincadeira de crianças”, sublinha o fabricante, “verdadeiramente Plug-and-play”.

O filtro PlasmaMade original cilíndrico tem agora um ‘irmão mais novo’ desde o último mês: um modelo simples que pode ser colocado atrás do rodapé e, assim, está elegível para ser usado com exaustores de ventilação de ar descendente.